terça-feira, 12 de novembro de 2013

Avaliações

ATENÇÃO



Como proposições de avaliações para este semestre de 2016.2 temos:


Nota 1. 
A primeira nota será constituída por uma avaliação, individual e escrita.


Nota 2.
Para a obtenção desta segunda nota repetir uma atividade experimentada em semestres anteriores. Realizaremos uma exposição para divulgar o fruto de uma coleta de dados feita em campo sobre entrevista com profissional de gestão de pessoas. A apresentação poderá ser por meio de video, audio, poster impresso a ser construído ao longo do semestre e sob supervisão da professora. Adicionaremos, assim, uma nova linguagem audio-visual ao que ouvirmos de um(a) gestor(a) de pessoas como prática de trabalho. Um desafio que pretende ser motivador e interessante para a experiência acadêmica.

Sejam asim todas e todos muito bem-vindxs!






segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Playlist 1. 17/08. Apresentação, discussões sobre Psicologia, Trabalho e Gestão de Pessoas



PLANO DE ENSINO DE DISCIPLINA
PERÍODO LETIVO: 2016.2
DEPARTAMENTO: PSICOLOGIA

Psicologia e Gestão de Pessoas


EMENTA
Estrutura, funcionamento e fatores organizacionais. Evolução histórica dos modelos de gestão de pessoas. Práticas gerenciais e suas repercussões sobre a constituição do sujeito. Comportamento organizacional. Avaliação psicológica, aconselhamento e orientação profissional. A pesquisa em psicologia organizacional e do trabalho.

OBJETIVOS
Os alunos deverão ao final da disciplina:
  • Compreender o contexto e conjuntura da Administração de Recursos Humanos e avaliar suas implicações nas realidades organizacionais;
  • Distinguir característica e peculiaridades da relação: empregado x organização, identificando os processos de socialização profissional e a problemática dos conflitos interpessoais;
  • Conhecer os principais subsistemas de recursos humanos e suas finalidades de apoio aos processos de gestão de pessoas nas organizações;
  • Compreender e avaliar o papel, a função e os diversos campos de atuação dos profissionais de Recursos Humanos;
  • Praticar atividades de pesquisa e investigação relativas à prática das ações de recursos humanos nas organizações.

METODOLOGIA

Utilizar-se-á uma combinação de metodologias, que podem incluir a exposição de conteúdos propostos pela disciplina, discussão crítica, análise de casos, seminários e aulas práticas, dentre outras que possam ser definidas pelo professor.
  


FORMAS DE AVALIAÇÃO
A avaliação do aproveitamento escolar será realizada através de duas ou mais avaliações parciais, que poderão ser realizadas como:  avaliação escrita, avaliação prática ou outra atividade a critério do professor.






  

BIBLIOGRAFIA
01.   BERGAMINI, Cecília Whitaker, Desenvolvimento de Recursos Humanos: Uma Estratégia de Desenvolvimento Organizacional, São Paulo: Atlas, 1987.
02.   BITENCOURT, C. e cols. Gestão Contemporânea de Pessoas. Porto Alegre: Bookman, 2010.
03.   BOHLANDER, George; SENELL, Scott e SHERMEN, Arthur, Administração de Recursos Humanos, Thomson, São Paulo: 2003.
04.   CARVALHO, Antonio Vieira e NASCIMENTO, Luiz Paulo, Administração de Recursos Humanos, Pioneira, vl. 1; São Paulo: 1999.
05.   CARVALHO, Antonio Vieira, Recursos Humanos: Desafios e Estratégias, São Paulo: Makron, 1994.
06.   CELINSKY, Leszek, Guia para Diagnóstico em Administração de Recursos Humanos: Roteiros e Instrumentos para Qualidade, Petrópolis: Vozes, 1994.
07.   CHIAVENATO, Idalberto, Recursos Humanos. São Paulo: Campus, 1999.
08.   DRUCKER, Peter Ferdinand, Fator Humano e Desempenho, São Paulo: Pioneira1997.
09.   FERNANDES, Eda, Qualidade de Vida no Trabalho – Como Medir para Melhorar, Salvador: Casa da Qualidade, 1996.
10.   GIL, Antonio Carlos, Administração de Recursos Humanos – Um Enfoque Profissional, São Paulo: Atlas, 1994.
11.   LUCENA, Maria Diva da Salete, Planejamento de Recursos Humanos, São Paulo: Atlas, 1995.
12.   PILARES, Valmir, Recursos Humanos: (Des) Considerações Gerais, São Paulo: Nobel, 1991.
13.   RIBEIRO, M.A. Psicologia e Gestão de Pessoas. São Paulo: Vetor, 2009.
14.   SANTOS, Fernando César Almada, Estratégia de Recursos Humanos, Atlas, São Paulo: 1999.
15.   SENGE, Peter M., A Quinta Disciplina: Arte, Teoria e Prática de Organizações de Aprendizagem, São Paulo: Best Seller, 1988.
16.   TOLEDO, Flávio de, MILIONI, B., Dicionário de Recursos Humanos, São Paulo: Atlas, 1986.
17.   ULRICH, Dave, Recursos Humanos Estratégicos, São Paulo: Futura, 2000.
18.   VERGARA, Sylvia Constant, Gestão de Pessoas, São Paulo: Atlas, 1999.
19.   VIANA, Marco Aurélio Ferreira, et. al. Recursos Humanos, Rio de Janeiro: Quartel, 1994.
20.   WERTHER, William B, DAVIS, Keiter, Administração de Pessoal e Recursos Humanos, São Paulo: McGraw-Hill, 1983.
21.  ZANELLI, José Carlos, BORGES-ANDRADE, Jairo Eduardo & BASTOS, ANTONIO Virgílio Bittencourt (Orgs), A. V. B. Psicologia, organizações e trabalho no Brasil. São Paulo: Artmed, 2004.



Playlist 2. 19/08. O que é Gestão de Pessoas? Como se inscreve no cenário da psicologia organizacional e do trabalho?


Aqui falaremos sobre gestão de pessoas e como ela foi modificando ao longo do tempo. Pensaremos também na diferença entre Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Departamento de Pessoal.

Slides.

Videos Recomendados.
História da Psicologia Organizacional e do Trabalho em São Paulo. http://www.youtube.com/watch?v=vyhsEV_Qf6Q

Tempos Modernos, de Charles Chaplin. http://www.youtube.com/watch?v=3rS9wIxXMLk




Playlist 3. 24/08. A Pesquisa Brasileira em Psicologia Organizacional e do Trabalho

Neste encontro trataremos do cenário identificado por Borges-Andrade e Pagotto, da Universidade de Brasília, sobre a pesquisa em POT no Brasil. Esta reflexão é interessante por permitir perceber temas que alguns pesquisadores identificam como tendo maior produção científica. Isto, por outro lado, pode nos dizer de um interesse dos profissionais de RH, administradores, empresários, dentre outros que retroalimentam um universo da Psicologia, das Organizações e do Trabalho.

Leitura sugerida



Video

Leitura Complementar


Links
  1. GT27 – MODOS DE VIDA E TRABALHO: PESQUISA, COLABORAÇÃO E COMPROMETIMENTO EM PSICOLOGIA
  2. GT28 – ÓCIO, TEMPO SUBJETIVO E TRABALHO
  3. GT38 – PSICODINÂMICA E CLÍNICA DO TRABALHO
  4. GT51 – PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO NO BRASIL: EPISTEMOLOGIA, TEORIAS E MÉTODOS
  5. GT66 – TRABALHO E PROCESSOS ORGANIZATIVOS NA CONTEMPORANEIDADE GT67 – TRABALHO E SAÚDE


ATIVIDADE EM GRUPO
No texto temos o seguinte fragmento:
  • Considerando a apresentação feita pelos autores a respeito dos estudos sobre o fazer humano em contextos de organização e trabalho, o que chama sua atenção?
  • "Em gestão de pessoas não foi desenvolvido um quadro teórico geral de referências equivalente àquele já consolidado para CO" (Borges-Andrade & Pagotto, p. 47). Como essa observação interfere e é interferida na condição do profissional da área de Psicologia do Trabalho?





Playlist 4. 26/08. O profissional de psicologia e o trabalho no Brasil.

Aqui nosso foco será sobre a história do profissional de psicologia e sua intervenção relacionado ao trabalho e ao trabalhador, agora de forma mais detalhada. Nosso interesse se fará sobre a atualidade, numa proposta para pensar o trabalho da psicologia neste campo da POT.

Leitura recomendada


DISPONÍVEL NA COPIADORA: 
Zanelli, J.C. & Bastos, A.V.B (2004). Inserção profissional do psicólogo em organizações e no trabalho. Em: J.C. Zanelli e cols (Orgs). Psicologia, Organizações e Trabalho no Brasil. Porto Alegre: Artmed.

Videos 
1. Profissões de futuro no mercado brasileiro, Jornal Hoje, enviado em fevereiro de 2011.
http://www.youtube.com/watch?v=pfi151v9Gtg


Veja também
Efeito Hawthorne, pelo Wikipedia



Playlist 5. 31/08. Saindo e voltando ao Brasil

Nesta aula falaremos sobre experiências de multiculturalismo e expatriação, conhecendo estórias de trabalhadores que saem e voltam ao Brasil e vivem o desafio da experiência multicultural fora de sua pátria! 



Leitura recomendada



Leitura Complementar



Reportagens



Veja Também
Brasileiros no Mundo, Ministério das Relações Exteriores. 


Videos relacionados
1. Brasileiros no mundo - Migração de retorno
http://www.youtube.com/watch?v=I2z0K2dqqfQ

2. Brasileiros no mundo - Estatísticas de brasileiros no exterior

http://www.youtube.com/watch?v=RlqfOwh77g8

3. Série. Trabalhadores vem ao Brasil buscando fugir da crise

4. Sem Censura - Estrangeiros que trabalham no Brasil
http://www.youtube.com/watch?v=L0Fi1fdG1IE


Atividade (em dupla)

Leia a matéria sugerida como leitura complementar. Em seguida, veja o video 2 e reflita: por que a discussão que envolve a saída e o retorno de brasileiros tem sido comum aos dias atuais? Como ela pode ser relacionada à psicologia? E à gestão de pessoas?







Playlist 6. 02/09 - Resiliência

Hoje faremos uma discussão sobre um tema que já vem sendo discutido especialmente pelos profissionais de saúde, mas que também tem interessado aos profissionais que olham para o trabalhador: resiliência.

Leitura recomendada


DISPONÍVEL NA COPIADORA

Cabral, P.M.F. e Brustolin,  P.K. da S. Desenvolvimento da capacidade de resiliência: uma alternativa frente aos desafios da contemporaneidade? In: C. Bittencourt e colaboradores (Orgs). Gestão contemporânea de pessoas. São Paulo: Bookman, 2010.
OBS: TRATA-SE DO CAPÍTULO 15 DESTE LIVRO.

Leitura Complementar
Reportagens



Atividade (Grupos de 4 pessoas, em sala de aula)
Considerando a leitura recomendada, duas reflexões são importantes: a de "competência" e a de "ser resiliente". O que as autoras sugerem sobre este conceito de resiliência aplicado ao trabalho? Quais as implicações que você vê no uso deste conceito para o trabalhador e o profissional de Psicologia desta área? Pense em elementos positivos e negativos.